Curso Intensivo de chinês Básico - HSK 1 e 2

Informações Gerais

Nível: básico (HSK 1 e 2)
Carga horária: 50 horas
Tipo: intensivo online
Período: 04/09 até 07/12
Horários: quarta-feira e sábado às 19:00 (as aulas ficam gravadas para assistir depois)
Investimento: 600 reais (3x sem juros)
Inscrição via WhatsApp: 11 993367723

(se preferir, entre em contato pelo E-mail: contatochinesja@gmail.com)

As aulas serão gravadas e disponibilizadas para você não perder nenhum detalhe; grupo no WhatsApp unicamente para alunos do curso tirarem dúvidas com o professor; material incluso.



O que este curso pode proporcionar para você

- O curso é inteiramente baseado no HSK, de modo que você estará mais que preparado para a prova, tendo à sua disposição bolsas de estudo e diversos outros benefícios do governo chinês.

- O conhecimento da língua chinesa pode ajudar você a aumentar muito o seu salário e as opções de emprego.

- A língua chinesa trabalha partes do cérebro diferentes das que estamos acostumados nas línguas ocidentais. O conhecimento do chinês vai deixar a sua inteligência mais afiada em todas as áreas.

- Dominando a língua chinesa, você terá acesso a um vasto material cultural ainda pouco explorado no Ocidente, como livros, filmes, teses acadêmicas, materiais religiosos e novas visões de mundo. 

Diferenciais do curso

- Método voltado exclusivamente para brasileiros.

- Curso com três objetivos integrados: prático (situações que você vivenciará na China), acadêmico (criado com base no HSK) e intelectual (o ponto de partida do seu aprendizado do mandarim).

- Como brasileiro, o professor conhece intimamente todas as dificuldades do aprendizado do mandarim, podendo guiar você pode todas as dificuldades.

- Nos níveis iniciais, o mais importante são explicações claras e lógicas. Um professor brasileiro que passou por todas as fases de aprendizado do mandarim.

- Carga horária robusta. As 50 horas de aulas ao vivo ficarão gravadas, assim você poderá assistir se estiver ocupado no horário ou poderá simplesmente assistir novamente.

- Livros com exercícios, incluindo do HSK, para você testar e comprovar os seus conhecimentos.

- O professor não apenas tem 10 anos de experiência no ensino de línguas, mas também já atuou em diversas empresas chinesas, tendo o conhecimento prático do mercado de trabalho.

Objetivos do Curso


Curso Intensivo de Chinês Mandarim Básico tem um objetivo prático, um acadêmico e um intelectual: as aulas foram desenvolvidas a fim de que o aluno domine o suficiente da língua chinesa para que possa se comunicar com eficiência em diversas situações do dia-a-dia na China; o curso e o material são inteiramente planejados para preparar estudantes de mandarim para a realização das provas HSK 1 ou 2 (Prova de Proficiência na Língua Chinesa) e também para dar um início formal ao seu conhecimento na língua.

O que você vai aprender?


- Vocabulário, frases e diálogos básicos para você se comunicar em diversas situações cotidianas na China, como pedir comida no restaurante, pedir orientações gerais, reservar um hotel ou uma passagem de trem, ir ao médico ou ao supermercado.

- Todo o Pinyin, que é o sistema de pronúncia da língua chinesa, habilitando você a falar qualquer palavra em mandarim com precisão.

- Todo o vocabulário necessário para você passar no HSK 1 ou 2, a saber: 300 palavras e 347 caracteres utilizados na prova.

- Realizar simulados do HSK com provas reais para você se preparar de verdade.

- Dominar as regras dos traços de escrita dos ideogramas, de modo que você consiga escrever qualquer ideograma chinês pela utilização das mesmas regras.

Quais são as qualificações do Professor Rafael?


O professor Rafael foi campeão brasileiro da Chinese Bridge em 2012, competição patrocinada pelo governo chinês em mais de 70 países onde os participantes demonstram habilidades como leitura, pronúncia, conversação, escrita e conhecimentos culturais. Com uma bolsa do governo chinês, estudou na 南开大学 (Nankai University) na turma de aperfeiçoamento de chinês avançado na qual eu era o único latino-americano.


Lecionou no Instituto Confúcio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em diversas escolas particulares de mandarim e português para chineses no Rio Grande do Sul, como Escola Kotaitai e Blue Sky Idiomas. Tem mais de 10 anos de experiência no ensino de línguas para diversos públicos, tanto presencial quanto online.


Como tradutor, trabalhou em projetos em diferentes empresas brasileiras, como Tramontina e Marcopolo. Liderou projetos de tradução em prospecção de mineração no Brasil e memorandos da Embaixada Chinesa em Moçambique. Na área de entretenimento, participou da equipe da Universidade de Comunicação da China (中国传媒大学) para a série O Grande Império Qin (大秦帝国), que foi exibida em português pela primeira vez em Macau.



O professor Rafael trabalhou em diversas empresas de tecnologia da China em Beijing, Hangzhou, Shenzhen, Shanghai e São Paulo, incluindo no Baidu (百度), o "Google Chinês". Na sede do Baidu em Beijing, foi designado pela empresa para receber a comitiva brasileira liderada pelo Secretário Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. O professor também foi incumbido como diretor da Zhejiang Panshi no Brasil, respondendo diretamente para a vice-presidente da empresa na China.



Perguntas Frequentes

Quais são as formas de pagamento?

- Aceitamos transferência bancária, boleto e Paypal.

É indicado aprender com um professor brasileiro?

Depende do brasileiro. As aulas iniciais costumam exigir explicações mais complicadas, de modo que é muito bom ter os conselhos de alguém que passou por todos os desafios que você está se dispondo a enfrentar. A aula com um nativo chinês é mais indicado unicamente na parte de conversação pura. Além disso, é preciso lembrar que a China tem uma infinidade de dialetos, fazendo com que muitos chineses não falem o mandarim padrão exigido nas provas do HSK e no mercado de trabalho.

Tenho alguma garantia de que vou aprender?

Terminado o curso, se você sentir que as expectativas não foram alcançadas, você pode pedir o seu dinheiro de volta. E eu o farei sem contestação.

Comentários